PARTO

Telemóveis, internet, TV cabo, GPS, redes sociais, vivemos em pleno a era da comunicação que, em poucos anos, mudou radicalmente a fisionomia do nosso dia a dia. Mas as montanhas continuam no seu lugar, com os rios e ribeiros a correr, obstinadamente, para o mar. E como as pedras, a água, as árvores, também há homens que se mantém irredutíveis nos lugares mais inóspitos, nos vales mais profundos e isolados. Homens destes só mudarão com a morte. Num vale remoto da serra da Peneda há um homem que… mudou. Partiu. É preciso ir buscá-lo para lhe dar o funeral. O agente funerário Olegário, acompanhado por Raul e Carlos, montam a urna numa pick-up (não há outra forma de chegar ao destino) e seguem serra acima. Vai ser um serviço para uma longa jornada.

FICHA TÉCNICA

REALIZAÇÃO | ANTÓNIO BORGES CORREIA
ARGUMENTO | JOSÉ PINTO CARNEIRO

E ANTÓNIO BORGES CORREIA
PRODUÇÃO | ZULFILMES

COM | OLEGÁRIO GONÇALVES, RAÚL SÁ E SOUSA
CARLOS XAVIER DIAS, JOAQUIM GONÇALVES
PRECIOSA ESTEVES



PRODUTOR EXECUTIVO | FERNANDO CENTEIO
E ANTÓNIO BORGES CORREIA
CHEFE PRODUÇÃO | FLÁVIO MATOS
DIRECÇÃO DE FOTOGRAFIA | MIGUEL ROBALO
ASSISTENTE DE IMAGEM | NUNO BOUÇA
ASSISTENTE DE REALIZAÇÃO | CARLOS LOPES

DIREÇÃO DE SOM | MARCOS ALBUQUERQUE
ASSISTENTE DE SOM | BRUNO CAMARINHA
DECORAÇÃO | MARGARIDA AMARO
MISTURA DE SOM | BRUNO CAMARINHA
MARCOS ALBUQUERQUE E TELMO SOUSA
MONTAGEM | NUNO BOUÇA

DISTRIBUIÇÃO | ZULFILMES

© ZULFILMES, 2010

ESTREIAS | DOCLISBOA 2010

parto_site_980x686.jpg